terça-feira, 15 de abril de 2014



Ninguém sabe, nos dias que correm, o que é a loucura. 
Talvez não passe do mistério de SER.
Talvez nasça do silêncio onde nada, além de nós, influi.
É um pequeno nada que faz balançar o que achamos que somos.
E isso é só um vislumbre da essência que reside em nós.

No meio de encruzilhadas ontológicas;
De padronizações massificadas pela 'normalidade',
afirmar o que somos, sem medo, 
é uma loucura distintiva. 
Nada que brilha é 'normal'.

MV



Sem comentários:

Enviar um comentário