quinta-feira, 5 de março de 2015

Exalação de liberdade.
Pedaço de mistério
onde se avulta a teimosia
e a contrariedade de ser.
Fome de novas sensações,
num empirismo que se expande
e a paradoxal insatisfação na busca
de um ideal que nunca chega.
Sede de aventura
em contradição com uma certeza viciada.
Sorriso iluminado pela espontaneidade
numa escuridão de normalidades tediantes.
Pensamento que se encontra e se perde
para viver na aparência de algum dia se ter encontrado.
Uma brisa calorosa que o destino
me concedeu por um momento.



Sem comentários:

Enviar um comentário