quarta-feira, 24 de junho de 2015

Entre a loucura e uma realidade monocromática, que vigorem os sorrisos e o amor à vida, ao que tem brilho e ao que nos faz brilhar também.
A loucura só é ofensa aos olhos daqueles que, castrados, se inibem pelo 'dever ser' e, por falta de coragem, apontam o dedo aos que, ousados, se deleitam no que são.
A vida para ser intensa tem que me pertencer em liberdade. De mim para mim. O resto deve ser escravatura.

"Eles dizem que é impossível encontrar o amor
Sem perder a razão
Mas pra quem tem pensamento forte
O impossível é só questão de opinião
E disso os loucos sabem
Só os loucos sabem"



Sem comentários:

Enviar um comentário