terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Façam-me um favor:
Não calem o sorriso
pelo 'dever ser' obsoleto
de um bom humor contido.
E que o inconveniente
seja a tentativa persistente
de um ser nunca oprimido.


1 comentário:

  1. Óbvio será dizer (o entendimento da literalidade é sempre descaracterizador da essência que pretendemos transmitir), que a nossa liberdade de humor não deverá aniquilar a liberdade do outro. No meio de literalidades há o respeito a não esquecer nestas coisas do 'ser-aí-com-o-outro'.
    E fica o reparo para que demarque a liberdade de pensamentos libertários. ;)

    ResponderEliminar