terça-feira, 31 de maio de 2016

Quando sinto, sinto muito.
Mas passo a imagem extrovertida,
que não sou 'eu' introvertida,
sem ter esse intuito.
Talvez, por isso, não veja maldade
no que aos outros parece evidência:
quando falo é com sinceridade
e nessas horas não tenho eloquência.
Talvez o meu jeito crie muros
que protegem as minhas verdades
e deixam os outros inseguros.
E, no fundo, espero sempre
que alguém consiga ver além da aparência.

by M. 

Sem comentários:

Enviar um comentário