quinta-feira, 2 de junho de 2016

Qualquer coisa de incondicional.
Qualquer coisa de fusão,
de totalidade, de paz e abstração.
Momentos de mente quieta
e outros de multidão.
E pedaços de tempo como este,
em que qualquer coisa despe,
de mim para mim,
uma sensibilidade em construção.

By M.


1 comentário:

  1. Outro verbalizar de pensamentos fantástico! As tuas palavras sossegam os meus demónios, Maria. Volta!

    ResponderEliminar