sábado, 1 de outubro de 2016

Poderia dizer-te tudo,
que ainda sobrariam
coisas por dizer.
Há coisas que nem eu sei.
Ou que talvez saiba,
sem saber.
Inconsciente palpitante.

By Mary

2 comentários:

  1. O perfume enigmático de tão breve poema (digno representante dessa casta de poemas que tudo dizem ao dizerem nada) deixa o leitor com um sorriso no rosto... também ele enigmático, como se quer - daqueles que a Mona Lisa tão bem sabia fazer.
    Gostei! E não foi só pela data em que foi publicado... ahahah ;)
    Beijos e boa semana.

    ResponderEliminar
  2. ahahahaha Talvez goste tanto de decifrar enigmas que me tenha tornado num, sem perceber. Obrigada, Pedro! Um beijinho

    ResponderEliminar